Do pátio

6.6.06
No pátio da She Si há, ao fundo, um jardim à chinesa, com relva volumosa e verde escura, um ribeiro odulante de água parada e turva, com peixinhos vermelhos, uma pequena estatueta, árvores e arbustos. O muro do fundo, pintado de vermelho, tem algumas pedras salientes. Ao olhá-las imagino que poderia correr por ali uma pequena cascata.
A zona onde praticamos Taichi é pavimentada com calçada à portuguesa, mas com um desenho oriental, um grande círculo ao centro, a negro e branco: o símbolo do Tai chi, também chamado de Ying Yang.
A separar-nos dos jardins laterais, duas cortinas de bambu que ondulam com o vento e nos envolvem na sua música sussurrada. E que, juntamente com o canto dos pássaros, quase abafam o barulho incessante dos carros que circulam nas ruas em volta.

4 comentários:

Eu amo a lua do lado que nunca vi disse...

Oh Martinha, aqui tens o meu novo blog, como te prometi. Começou agora, tá pobrezinho. Agora só precisava que me ensinasses a publicar fotos (dos meus trabalhos) e a colocar links, como tens do lado direito do teu. Sou uma naba nisto! Mas quero ficar craque, ok?
Beijolas
Tenho inveja do que dizes do tai-chi! Achas que a minha "hiperactividade", leia-se frenesim, é compatível com essa prática? Adorava experimentar!

Marta Figueroa disse...

:) bem vinda!
vou enviar-te umas dicas por email.
quanto ao taichi, podes vir experimentar quando quiseres!

Maria disse...

O teu blog transmite-me paz, para alem disso partilho o gosto pelas artes!
Obrigada por partilhares coisas bonitas e lugares apraziveis.

mimiko disse...

Esse jardim deve de ser lindíssimo. Dá vontade de ir ao Porto só para poder lá estar uns minutos...