O origami... parte 2

17.5.06
O D tem cinco anos e é um miúdo muito simpático.
No sábado estive em casa dele e a certa altura fui buscar uns quadradinhos de papel que tinha na carteira. Assim que me viu a dobrar o papel ficou muito atento. "Que vais fazer?". Dobrei um pássaro voador e depois de lhe mostrar como funcionava passei-o para a mão dele. "Como é que te chamas?" perguntou-me. E foi logo a correr "Óo paaai! olha o que a Marta fez para mim!". Voltou à sala. Ensinas-me a fazer? Os miúdos com cinco anos, na generalidade, não são capazes de seguir muito bem instruções de dobragens. Mas cedo percebi que o D é avançado na matéria ;) Antes, fez uma dobragem sozinho. Um avião. Que eu testei :) Voa bem! "Não é assim!" Pegou nele e fez o que indispensavelmente se tem de fazer antes de se lançar um avião - como é que pude esquecer isso? que cabeça a minha! ;) - o sopro quente no nariz do avião... e op! voou muuito melhor!
Não o ensinei a fazer o pássaro. Dobrámos, cada um, um sapinho saltador. Só precisou de uma pequena ajuda... E depois brincámos um bocado a fazer saltar os batráquios.
"Sabes fazer um dragão?" Dobrei um dragão, azul é claro! É um modelo um bocadinho mais complexo e o D já estava a ficar impaciente... "Tás a demorar muito tempo!" Aqui tens um dragão azul! Segurou e olhou atentamente. "É um bocado estranho este dragão... Não tem patas!" eh,eh... da próxima vez faço um dragão decente! Apesar de não ser exactamente o dragão que estava à espera, queria oferecê-lo ao pai. "Fazes-me uma caixinha?"Dobrei duas caixinhas e numa delas o D colocou um bocadinho de algodão "para parecer uma caixa de jóias. Sabes fazer uma jóia?" Infelizmente, assim de repente, não me lembrei de nada que pudesse passar por uma jóia... Lembrei-me de há muito tempo atrás um menino me ter pedido para fazer um Pókemon. Na altura não sabia, mas depois fui pesquisar e aprendi a fazer um Picachu. Perguntei-lhe se ele conhecia o Picachu."Sim! Gosto muito do Picachu!" E mostrou-me um de plástico que lhe tinham oferecido. Foi um sucesso! Dobrei um papelinho amarelo em forma de Picachu e desenhei a cara com o meu marcador preto (que foi mais fácil do que de outras vezes, porque tinha um modelo mesmo à frente). Faltava pintar as bochechas rosadas e por isso o D usou uma das suas canetas e desenhou umas bolinhas vermelhas no bicharoco. "Como é que te chamas? Ó pai, ó pai..." Dobrei um pato, enquanto ele fazia uns rabiscos num papel que ia servir de tampa da caixinha que queria oferecer ao pai. A brincadeira teve de ser interrompida para irmos jantar. Ficou a promessa de fazermos mais umas dobragens noutro dia :)

2 comentários:

anjos_ralha disse...

No sábado tenciono ir ver-te à Nómada. Fazes-me um dragãozinho azul com a cara do Baía?? Hum, será dificil??
Boa sorte e ... muitas presenças! Vais ser uma célebre origamista (é assim?). Mas não interessa, vais ser!

Marta Figueroa disse...

Que bom! E faço um lindo dragão azul para ti. A cara do Baía... só se for recortada duma revista e colada no dragom... ;)
até sábado!