Ai as coisas pequenas e significantes...

23.1.09
o céu estava branco
levei o guarda-chuva azul e prateado
mas deixei as primeiras pingas
caírem na cara e no cabelo

no nevoeiro as coisas ganham encanto
na sua indefinição
é como andar sem óculos
e não conseguir focar ao longe

atravessei o parque vazio
a declamar um poema qualquer
desviei-me das poças
e fiz girar o guarda-chuva

no muro de textura irregular
o musgo parecia uma pintura

do outro lado do passeio
jurei ver um pássaro branco
que era afinal um pedaço qualquer de metal...

2 comentários:

puzzles_de_vida disse...

tás poeta!!!:)

sapatinhos de verniz disse...

fantástico...

acho que só mudava uma coisa...
saltava nas poças de água!
;)
bom fim-de-semana